ÚLTIMOS

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Comprovação científica dos sonhos lúcidos

Considerando que os olhos não ficam submetidos a rigidez ou paralisia do sono enquanto sonhamos, Stephen LaBerge e Keith Hearne foram os primeiros pesquisadores a se utilizarem da idéia de comunicação através do movimento dos olhos, entre sonhadores lúcidos e pesquisadores.

Os primeiros pesquisadores da área dos sonhos lúcidos, perceberam que durante a fase REM(movimento rápido dos olhos) do nosso sono, poderiam combinar com seus sonhadores lúcidos, um código para se comunicar, através do movimento dos olhos, de dentro dos sonhos, diretamente para os pesquisadores do laboratório do sono.


Filme baseado em fatos reais: "O Escafandro e a Borboleta".

A área de estudo dos sonhos lúcidos ou da consciência nos sonhos foi reconhecida pelo mundo científico há apenas 3 décadas atrás. Mais precisamente, sua primeira evidência (1)  foi conseguida em 12.04.75, com o estudo para tese do doutor Hearne pela Universidade de Hull(Inglaterra) e pouco depois difundida pela conclusão dos estudos de Stephen LaBerge da Universidade de Standford(EUA).


Doutor Hearnes começou a pesquisar primeiro, mas não levou o crédito pela comprovação.
Parece haver certa controvérsia sobre quem possui o crédito de ter conseguido a primeira comprovação científica. Se por um lado o doutor Hearne foi o pioneiro ou primeiro desbravador da técnica pelo uso do movimento dos olhos na comunicação, entre sonhadores e pesquisadores em laboratórios do sono, por outro lado quem apresentou os primeiros resultados conclusivos, perante a comunidade científica em geral, foi LaBerge.

Stephen LaBerge detém o reconhecimento pela comprovação da existência dos sonhos lúcidos

De fato, o primeiro sonhador lúcido, a transmitir sinal através do movimento dos olhos foi Alan Worsley. Foi feito o monitoramento num laboratório do sono, com uma máquina de polissonografia, para as pesquisas da tese do doutor Hearne.(2)


Alan Worsley foi o primeiro sonhador lúcido a se comunicar de dentro dos seus sonhos, com o movimento dos olhos. 

LaBerge reconhece o pioneirismo de Alan Worsley, como sonhador lúcido e em seu livro, Sonhos Lúcidos, apresenta seus argumentos, mas critica a postura reticente de Hearne ao não divulgar sua tese concluída em 1978 pela universidade de Liverpool. O reconhecimento pela comunidade científica acabou recaindo sobre o doutor LaBerge:


“Como resultado da reticência de Hearne, ou talvez por mero acidente, até o fim de 1980 em Stanford não se soube nada do trabalho daquele inglês. Nessa época os nossos próprios estudos, já mais amplos, haviam ido consideravelmente mais longe que o trabalho da tese original de Hearne e, como conseqüência disso, a pesquisa pioneira dele só confirmou o que já sabíamos” (3)
Notas:

1 -http://www.keithhearne.com/wp-content/uploads/2010/06/FIRST-EVER-LUCID-DREAM-SIGNALS1.pdf
 
2 - http://www.keithhearne.com/science-2/
 
3 - LABERGE, Stephen. Sonhos Lúcidos. 1985
Ed. Siciliano Livros, Jornais e Revistas Ltda. 1990(esgotada)

0 comentários :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...