ÚLTIMOS

domingo, 29 de maio de 2011

Enfrentando pesadelos: dominando os sonhos com o exemplo dos Senóis!

     Assim como diversos relatos de sonhadores lúcidos, o começo do meu interesse por sonhos também aconteceu em função de fortes pesadelos durante minha infância. Reparem como até Beverly D'Urso, uma das pessoas com maior habilidade pra manter a consciência nos sonhos, também teve seu interesse inicial por sonhos, despertado por seus pesadelos!
    No meu caso, também eram sonhos aterradores, como por exemplo familiares me perseguindo com um machado, meus pais morrendo e coisas do gênero.
     Um divisor de águas para mim e que me fez passar a enfrentar os pesadelos, foi a leitura de um texto sobre a maneira como os senóis, habitantes selvagens da Malásia, encaravam o mundo dos sonhos.



Eu literalmente acabei virando o Hulk ao enfrentar meu primeiro pesadelo!

 
Teve um trecho que li nesse livro(eu era um pivete, lá pelos anos 80) que nunca mais esqueci:

"Os senóis acreditavam que toda pessoa devia tentar controlar seu próprio universo espiritual sonhando, exigindo e recebendo a cooperação de todas as personagens e forças nele existentes. Essas personagens e forças são reais. Quando se mostram ameaçadoras, o sonhador deve combatê-las, chamando pelo socorro de imagens oníricas de amigos se necessário(personagens oníricas são perigosas apenas enquanto temidas). "

       Agora o trecho especial que me marcou: " Se o sonhador vence a batalha, o espírito inimigo se torna seu aliado ou servo que poderá lhe ajudar em sonhos futuros e durante a vigília."

        Quando li tudo isso, eu já era um ávido leitor de quadrinhos Marvel/DC. E outra orientação fabulosa desse livro eram as orientações de "incubação de temas nos sonhos" de ninguém mais, ninguém menos, do que minha psicóloga predileta e escritora: Gayle Delaney!... o_O Bom isso só vim a saber por agora, depois que passei a reler o livro.          
        Lembro que na época, após ler sobre ser possível a gente influenciar o tema dos sonhos, passei a sonhar com muita frequencia com personagens que se tornavam super-heróis e eram criados ali mesmo durante meus sonhos. Depois ao acordar, os transportava para meu universo de historinhas(e o de um velho amigo), com meus bonecos humanóides, andróides e alienígenas.

           Meu primeiro pesadelo enfrentado:
           "Um assaltante estava me perseguindo na nossa casa e eu procurava de todo jeito fugir dele, mas não conseguia despistá-lo. Até que cheguei num sótão da casa e não tinha mais para onde fugir.
            Quando o criminoso se aproximou eu lembrei que poderia enfrentar ele, pois afinal tudo aquilo era um sonho!... E então me transformei no Hulk! Virei o gigante esmeralda rapidamente e dei um  murro monumental que o fez sair voando pela janela!!"


Livro que me inspirou na infância ao relatar o exemplo das tribos senóis que ensinavam os filhos a enfrentar seus pesadelos, transformando seus inimigos em futuros aliados.
        Obviamente o foco do livro vai para o lado esotérico. O próprio título de Seleção Esotérica já deixa claro. Porém há de fato informações bem valiosas, como por exemplo pesquisas na área do sono e dos sonhos.
       

"A reputação de equilíbrio psicológico atribuída aos senóis vem do seu trabalho com os sonhos, cujo significado os orienta nas decisões relativas à vida tribal. (...) Se uma criança senói sonha que está sendo atacada, a família a encoraja a voltar ao sonho e enfrentar o agressor. (...) Eles acreditam que ´lutando até a morte´ num sonho, libera-se uma energia positiva da parte da consciência que formou aquelas imagens."
Soozi Holbeche em:
"Como os sonhos podem nos ajudar", Ed Cultrix


14 comentários :

  1. Poxa interessante esse assunto de pesadelo, até dias atras estava com uma duvida a respeito deles. Inclusive nos meus sonhos comuns sempre tem alguma personagem que estraga tudo, num é tipo um pesadelo mais é como se fosse a "mau" do Dr.Coby de Incenption ( xD ) é uma personagem geralmente personificada com imagem de familiares meus, como mãe , irmão e até mesmo amigos proximos, que do nada no sonhos se viram contra mim e me chingam e me espancam e detalhe que no sonhos dói pra caraca! AUHAUHA enfim eu ainda estou tentando entender o que se passa, mas quando tiver minha primeira experiencia lucida num sonho vou tentar dar um basta nisso! ;D

    Paz aos oniricos!

    ResponderExcluir
  2. Quem tem um exemplo magnífico de enfrentamento de pesadelos é o Stephen LaBerge, quando confronta um uma espécie de "Ogro" numa aula dele na universidade.
    .
    A idéia dele vem durante a percepção de que tudo não passa de um sonho e faz isso olhando nos olhos, buscando resolver todo aquele ódio do personagem com um sincero sentimento de amor da parte dele. O relato está no livro Sonhos Lúcidos de LaBerge.
    .
    Gayle Delaney vai direto ao ponto quando alerta para a importância dos pesadelos. Que não devemos simplesmente acabar com eles. Mais do que isso, é importante procurar entender porque eles estão acontecendo e que medidas precisamos tomar para cortar o mal pela raíz.

    ResponderExcluir
  3. Meu interesse sobre sonhos lúcidos surgiu por isso, por causa d pesadelos. Mas enquanto você descobriu sobre o controle de sonhos em um livro eu vi em um desenho. No desenho, o boneco tava tendo um pesadelo tda noite o mesmo, ai um amg disse q ja q o sonho era dele ele podia controla-lo! O pesadelo era q um sanduiche gigante o perseguia, ai ele controlou o sonho e comeu o sanduiche!! kk eu tinha uns 7 anos naquela epoca! rsrs me interessei mt!

    ResponderExcluir
  4. Eu tb adorava um desenho que se chamava "Os Pesadelos de Ned".
    Isso aí dos Senóis faz muito sentido pra mim! De fato, aprender a não temer os pesadelos, aceitar o temor e combatê-lo traz um aprendizado E TANTO para nossa vida em vigília. Não parece mistério acreditar que a busca por superar a ansiedade (seja em vigília ou sonhos) está diretamente relacionada com um sono melhor e uma boa qualidade de sonhos...

    ResponderExcluir
  5. "Sanduíche gigante o perseguia!"... kkkkkk e ri mais ainda na parte q ele o enfrentou e comeu ele! rsrsrsrs inspiração sublime!

    ResponderExcluir
  6. Adorei!
    É muito interessante isso porque de fato, acho que os pesadelos sao nossos, entao somos nós que devemos controla-los.

    Boa semana, Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Freud diz que não lembramos dos sonhos porque são pesadelos e não queremos, podemos, lembrar deles.
    sem ofensa, então dedin pra ele ODÉIO a ideia se estar vivendo a sorte, eu quero e estou disposto a enfrentar a quantidade de demônios que vier a minha frente, podem ser parte de mim mesmo, melhor ainda então.
    isso é outro motivo pelo qual luto para lembrar de todos eles(sonhos), não tem como lutar contra um problema se você não sabe o que ele realmente é. Aprendi, apesar de novo, 17 anos, que fugir só piora.
    É como viver na inércia. Até criei uma frase:
    Se você não tem a consciência do faz tenha a certeza de você é um bom cachorrinho.

    Dá muita angustia não saber do que esta do que acontece com você e porque. Já ouvi falar que para alguns a ignorância é uma virtude (ex.: vc é lixeiro, vc não sabe q vive no lixo por causa de um político que você votou e por isso supostamente segue feliz).
    Discordo. Não saber o que te aflige não implica que este deixa de acontecer, se você segue como um cachorrinho e sorri quando recebe o resquiço de comida e se sente feliz e grato por isso, você não é feliz por que não conhece o que está além da sua vida que você tem consciência na vigília, sua felicidade é implantada, falsa, induzida.

    Exemplo:Se você mora em cuba onde não existe informação que vêm de fora e só recebe de dentro que ali é melhor que tem, você não sabe que fora de lá pode haver coisa melhor, uma oportunidade que talvez mesmo tão pequena é melhor do que continuar lá.

    Por isso sempre que possível procuro ter uma visão panorâmica de toda e qualquer situação.
    "Conheceis a verdade, e a verdade vos libertará” (João: 8:32)

    nossa filosofei :D
    asudSUDHsuAUSDHUadaS

    ResponderExcluir
  8. Fiz isso uma vez, me transformei no homem aranha para que um caminhão não me atropelasse, a partir dai comecei a ter mais controle, meus sonhos eu sempre podia voar ou mover objetos(telecinesia), força incomparável, atravessar paredes e até aprendi a lutar muito bem em combate corpo a corpo... Eu tb tinha problemas com pesadelos, até meu pai me ensinar que nos sonhos somos Deuses, assim como o Neo do matrix...

    ResponderExcluir
  9. olá.
    Meu nome é Arthur e eu gostaria primeiro de parabenizar vc pelo seu blog, que pra mim é como uma enciclopédia dos sonhos e um manual de um onironauta.
    comecei a me interessar sobre sonhos lúcidos a poucos dias. foi depois quando eu senti o fenômeno da paralisia do sono. eu não sabia disso, apenas me dei como acordado, mas não conseguia se mexer. então eu com medo tentei falar algo, mas apenas senti um assopro saindo da minha boca. fiquei desesperado pensando que iria morrer, sentir um frio e uma sensação ameaçadora de sufocamento.
    eu pesquisei sobre o tema e aprendi que isso se tratava da paralisia do sono.
    em alguma noite atrás, já sabendo sobre sonhos lúcidos e da paralisia, eu fiquei conscientemente percebendo cada etapa do meu adormecimento, até que me veio a tal paralisia. rapidamente comecei a mexer os dedos, em seguida as mãos os braços e todo o meu corpo e então senti um formigamento e como um baque eu acordei. voltei a dormir e novamente fiquei paralisado. dessa vez pisquei os olhos com força e rapidamente e então acordei.
    confesso que estou um tanto impressionado com sonhos lúcidos e afins, mas sou um novado dos iniciantes dos principiantes. por favor me indique links com artigos do seu blog com o básico sobre isso.
    gostaria também que vc me orientasse sobre o medo que eu estou sentindo de sonhar. ontem mesmo eu estava morrendo de sono, deitei, mas não me deixei dormir. quando eu percebia a minha mente rodar, ouvia aquele zumbido no ouvido ou sentia um formigamento e relaxamento no corpo, características da transição entre acordado e dormindo, eu simplesmente abria meus olhos e acordava um pouco bambo.
    também queria perguntar se tem como sair de um sonho. tem como sair de um não lúcido? como? e se for um pesadelo?
    aguardo respostas ansiosamente...
    valeu...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Arthur,

      Brigadão pelo elogio e seja sempre bem-vindo!

      Sobre a paralisia do sono e as alucinações auditivas(barulho ou ruídos), caso aconteçam esporadicamente não teria com o que se incomodar.

      Agora, se está acontecendo cronicamente e assim prejudicando a qualidade do teu sono, a melhor alternativa é procurar médicos especializados em Medicina do Sono.

      A paralisia do sono crônica é uma espécie de distúrbio e esses médicos devem estar qualificados sobre os melhores recursos e alternativas pra resolver isso.

      As dicas que coloquei no blog são bacanas, mas servem mais para quem tem isso uma vez ou outra ou então os episódios nem chegam a prejudicar a qualidade do sono. Que sempre tem que ser priorizada. Colocando "paralisia do sono" na busca ali em cima no blog(lado direito) já vão aparecer os melhores posts relacionados.

      No que eu puder ajudar mais, conte comigo!

      ABs e bons sonhos!

      Excluir
  10. Boa noite.
    Consigo ter sonhos lúcidos com ajuda do que já li aqui, porém enfrentei um pesadelo nem um pouco agradável e demorei pra perceber se tinha acordado ou não. É uma sensação terrível, principalmente se a pessoa do sonho (no caso minha esposa) esta do seu lado. Eu acordei transtornado, e era estranho olhar pra ela, quando no sonho ela dizia para eu me acalmar e não ir pra fora de casa. Quando fui pro lado de fora da casa e comecei a subir as escadas percebi que estava sonhando. Quando eu entrei a a perguntei quem ela era, minha casa começou a se desfazer. Meus filhos derreteram como cera e ela ria e quando eu a peguei pelo pescoço e perguntei de novo recebi uma resposta que não queria ouvir. Acordei sem ar e muito cansado. Minha esposa me perguntou o que tinha acontecido e eu ainda estava cismado de estar sonhando, foi muito real. Ainda pela manhã eu fiquei com a cisma de estar sonhando mas depois no decorrer do dia passou. Eu gosto muito de sonhos lúcidos, o fato da liberdade, de não se prender a regras fisicas, mas o que aconteceu ontem me deixou mal e gostaria de saber se alguém já teve uma experiência assim de acordar de um pesadelo e ainda achar que está dormindo e ficar nesse looping de querer acordar. Eu mesmo ja fiquei preso num sonho por 6 vezes e não acordava, e o pior estava sozinho em casa.

    ResponderExcluir
  11. Anônimo 17/08
    Em nosso fórum há muitos relatórios de experiências de onironautas que já ficaram presos em experiências de limbo ou labirintos oníricos por assim dizer.

    Já tive algumas experiências assim, para não prolongar o tópico vou resumir em análise o que podemos observar nesses casos: Em partes pode haver falsos despertares ou reentradas consecutivas (DEILD) incondicionais. A paralisia do sono pode vir a agravar e joga-lo de volta ao sonho também e isso pode acabar por desenvolver um pesadelo lúcido em meio a situação, com isso o psicológico abatido/confuso fica a merce do subconsciente onde o mesmo pode intimida-lo/direciona-lo da forma que quiser. Há casos também onde há ilusão de tempo/falsa memoria causando a impressão de sonho muito longo, mas que na verdade a passagem foi curta.

    Todavia experiências assim são raríssimas então não se preocupe tanto com isso de qualquer forma ainda é apenas um sonho lúcido, não leve tudo que seu subconsciente diz através dos personagens tão a sério, pois as vezes ele adora testar as nossas capacidades físicas/psicológicas usando nossos próprios medos/pontos fracos...

    Abraços! Mais informações ou dúvidas visite o nosso fórum. : )

    ResponderExcluir
  12. Isso é bizarro! Eu nao sei se eu gosto ou nao de ter sonhos lucidos, porque assim, eu tenho pesadelos desde criança e eu consigo lembrar deles sempre, porem os sonhos bons nunca consigo lembrar, e com o passar do tempo fui percebendo que eu podia controlar meus pesadelos, com isso comecei a acordar rapidamente quando tivesse um pesadelo e comecava a pensar em coisas que eu gosto pra poder voltar a dormir. E meus pesadelos estao quase sempre relacionados a morte, alguem morrendo, alguem que morreu, alguem vai morrer, eu matando alguem, mas nunca eu morrendo, e eu sempre consigo controlar esses pesadelos e em poucos minutos me dou conta e acordo. Nao sei o que fazer pra nao ter pesadelos, pois desde pequena sempre tive, hoje, com 22 anos eu tive o conhecimento de sonho lucido, eu ja tinha percebido anos atras que podia controlar meus pesadelos, mas nao sabia que isso era algo que nem todos sao capazes, os sonhos bons eu nao consigo controlar e nunca me lembro como foram. Eu tenho pesadelos assim toda a semana, as vezes mais de uma vez por semana, as vezes mais de uma vez por noite

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...