ÚLTIMOS

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Entrevista com Bruno Grego, sonhador lúcido do laboratório do sono da UFRN

     Bruno Grego, 29 anos, biomédico, doutorando em Neurociências pelo Instituto do Cérebro - UFRN, na linha de pesquisa de neuroestimulação e transtornos de ansiedade.


     O que me chamou a atenção no Bruno, foi  uma reportagem do Globo Repórter, apresentando-o como  um sonhador lúcido que já havia conseguido realizar contato, a partir do estado mental dos sonhos, com os pesquisadores que o monitoravam no laboratório do sono da UFRN.

Bruno Grego, biomédico, doutorando em neurociências pela UFRN é um sonhador lúcido e já conseguiu se comunicar a  partir do estado mental dos sonhos, com os pesquisadores que o monitoravam.


      Bruno colabora com uma pesquisa científica impressionante, na qual ele apresenta não só a habilidade de se tornar consciente durante um sonho(sonho lúcido - nosso tema aqui no blog), mas também de se comunicar(através de movimentos oculares) com os cientistas do laboratório que o monitoram.


      A pesquisa é desenvolvida pelo doutorando Sérgio Rolim, orientado pelo professor, Ph.D, Sidarta Ribeiro, no programa de pós-graduação em Neurociências da UFRN. Segue na íntegra, a entrevista que o Bruno gentilmente concedeu ao blog:


Como foi teu primeiro sonho lúcido?  Já conhecia o assunto quando conseguiu ficar consciente no sonho pela primeira vez?


(Bruno): O primeiro sonho lúcido que me lembro ocorreu aos 5, 6 anos de idade, eu estava em frente minha casa e ao tentar atravessar a rua percebi que podia voar com o corpo paralelo ao solo, atravessei a rua voando e ao chegar do outro lado voltei a caminhar, foi uma experiência tão real que passei mais de um ano afirmando e tentando convencer todo mundo que tinha voado de verdade, até perceber que havia sido um sonho. Na época não sabia nada sobre o assunto, o que me causava uma certa confusão entre experiências realmente vividas ou sonhadas.  


A primeira experiência marcante de Bruno com os sonhos foi aos 5-6 anos de idade, quando  sonhou que podia atravessar a rua em frente da sua casa voando.


2. Segue algum método em especial? Reality Check predileto? Costuma anotar teus sonhos?


(Bruno): Eu costumo fazer um diário dos sonhos, ter uma boa higiene do sono e principalmente volto a dormir por aproximadamente 1:30h depois de acordar espontaneamente de uma noite de sono reparadora, nesse período os sonhos lúcidos são mais frequentes. Quanto ao reality check, tento sempre lembrar como fui parar no local do sonho.                            




3. Soube que a média da tua frequência está em 2 sonhos lúcidos por semana. As experiências com sonhadores lúcidos em laboratório dependem exclusivamente de ti ou há mais gente? Considerando a partir do momento que tu iniciou a contribuição nas pesquisas, qual foi o maior lapso de tempo sem um sonho lúcido? E qual teu recorde numa semana?




(Bruno): Eu sou apenas um dos sujeitos da pesquisa desenvolvida pelo aluno de doutorado Sérgio Rolim sob orientação do professor Sidarta Ribeiro. Há toda uma equipe responsável pelos experimentos, cuidando desde a parte da colocação dos eletrodos, até a parte de análise dos registros eletroencefálográficos. Quando iniciei os experimentos, em outubro do ano passado, comecei a fazer um diário de sonhos, tinha uma higiene do sono relativamente boa e treinava em casa os movimentos oculares durante os sonhos lúcidos, nessa época cheguei a ter quatro sonhos lúcidos por semana, mas nas férias perdi a disciplina, parei com o diário e fiquei mais de um mês sem ter um sonho lúcido, ou sem ter a recordação de ter tido um.  




HUOL - Hospital Universitário Onofre Lopes/UFRN - onde são realizadas as experiências com sonhos lúcidos ou  da consciência nos sonhos.






4. Nas pesquisas de Alan Hobson e Ursula Voss, na Universidade de Frankfurt, treinaram 20 estudantes de psicologia e recrutaram 6 dos sonhadores lúcidos com maior incidência de sonhos lúcidos. Pagaram 50 euros por noite... Interessado?!  Essa rotina de sonhador lúcido de laboratório é muito desgastante? Pode descrever um pouco dela(como te recrutaram, o início e quais dias no instituto)?


(Bruno): 50 euros, to dentro!haha. Sérgio Rolim e eu fizemos mestrado juntos em São Paulo no Instituto do Sono, quando vim para Natal nos reencontramos, ele me contou sobre sua pesquisa e eu sobre meus sonhos lúcidos, marcamos um experimento e deu certo. Algumas pessoas acham que eu durmo todos os dias no laboratório, outras acham que esse é meu trabalho, dormir e ter sonhos lúcidos, seria excelente, mas não é nada disso. Os experimentos são esporádicos e consistem em chegar no laboratório mais ou menos no horário em que se costuma dormir; colocar os eletrodos da polissonografia, que é um exame utilizado na medicina do sono, baseado na técnica de eletroencefalografia (EEG) que permite identificar qual fase do sono o indivíduo se encontra; combinar os movimentos oculares com o pesquisador que irão indicar que está tendo um sonho lúcido e dormir, se tiver um sonho lúcido durante o experimento basta fazer o movimento ocular, não é desgastante, acho que é mais cansativo para os pesquisadores que passam a noite acordados.                                                                      


Apesar de ser uma área nova sendo explorada(comprovação acontecer na década de 70) pela ciência, diversas universidades, laboratórios e centros de pesquisa passaram a voltar suas atenções sobre o estudo da consciência nos sonhos.






5. Já utilizou algum tipo de suplemento para intensificar as fases REM? Qual tua opinião sobre isso?


(Bruno): Nunca utilizei, mas acho interessante desde que seja utilizado num contexto científico e previamente analisado por um comitê de ética. Acho que existem outras formas de se induzir sonhos lúcidos não farmacológicamente, por exemplo, utilizando técnicas de neuroestimulação durante o REM, como o tDCS (transcranial Direct Current Stimulation) que consiste na aplicação de uma corrente elétrica de baixíssima intensidade no córtex cerebral, através de dois eletrodos no escalpo, de forma segura e indolor, esse é o próximo passo nas pesquisas do nosso grupo.  




6. Qual foi teu sonho lúcido mais intenso? Por quê?


(Bruno): Foi um sonho que tive há dois anos atrás, começou como um pesadelo, eu estava num avião que caiu no mar e ao sair do avião percebi que não me afogava, eu podia fazer mergulhos muito profundos sem equipamento e ao chegar ao fundo do mar encontrei uma plataforma submersa, percebi que havia outras muito distantes como se fossem a base de uma ponte gigante que não existia e ao tentar chegar até a próxima, descobri que além de poder mergulhar eu podia nadar muito rápido. Esse sonho lúcido foi muito intenso pra mim, pois nunca nadei muito bem e na infância tinha pesadelos recorrentes com tsunamis, a possibilidade de conhecer melhor esse novo ambiente num contexto seguro, me fez perder um pouco do medo do alto mar e até me interessar por esportes náuticos. Acho que os sonhos lúcidos têm, entre outras, uma função terapêutica, como uma técnica de imersão da terapia cognitiva comportamental em paciente com fobia específica, na qual o paciente é exposto de forma segura ao agente causador do seu medo.  


Assim como muitos sonhadores lúcidos, Bruno Grego também tinha pesadelos fortes na infância. No caso dele, com tsunamis. Um sonho lúcido marcante o fez se livrar dessa relação desagradável com o mar.






7. Tens alguma aptidão ou afinidade especial com a área artística? Acredita que há alguma relação especial entre a incidência de sonhos lúcidos com isso?


(Bruno): Não que eu saiba, já tentei tocar contrabaixo, mas não deu muito certo, também não me recordo de ter tirado mais do que 8 em nenhum trabalho de educação artística na escola, mas sempre gostei de dormir, haha. Sinceramente acho que criatividade tem mais a ver com sonhos lúcidos do que estritamente aptidões artísticas, geralmente artistas tem uma imaginação fértil, mas independente do campo de atuação, eu acho que pessoas criativas com alta capacidade imaginativa tendem a ter mais sonhos lúcidos.


Para Bruno, a possibilidade de uma maior incidência de sonhos lúcidos está muito melhor relacionada com a criatividade do que com vocação artística.


8. Sobre o controle ou a manipulação do sonho, considerando já estar lúcido num sonho, existe alguma técnica que tem funcionado bem pra ti por lá? Tanto para interferir, encontrar pessoas, objetos, mudar cenários e prolongar os sonhos?




(Bruno): Essa é uma área que não domino muito bem, aliás vou ler algumas técnicas no site pra ver se consigo manipular mais meus sonhos. Nos meus sonhos lúcidos eu consigo muito mais perceber que estou sonhando, do que mudar o contexto,  o que consigo com uma certa frequência é retomar um sonho que estava tendo antes de acordar, mesmo com uma interrupção mais longa como uma ida ao banheiro, mas não sei explicar como faço, apenas volto a dormir.






9. Tua qualidade do sono é boa? Quanto tempo de sono em média é o ideal pra ti?


(Bruno):Sim, durmo em média 6 horas, acordo e volto a dormir por mais 1:30h.




10. Que dicas e orientações tu recomenda, tanto para aquele que ainda não experimentou, como para quem quer aumentar a frequência de sonhos lúcidos?


(Bruno):Eu acho que dois fatores são importantes para ter sonhos lúcidos: disciplina e a motivação, disciplina ao fazer o diário dos sonhos e ter uma higiene do sono boa, já a motivação cada um tem a sua, alguns querem ter o prazer de ter experiências impossíveis, viajar pra lugares diferentes, outros querem reencontrar entes queridos, o importante é pensar no que te motiva antes de dormir. Ter um sonho agradável é, muitas vezes, o motivo de um dia inteiro de bom humor, então por que não fazer isso de forma deliberada?


Assim como para os astronautas, para os desbravadores da mente no estado dos sonhos, disciplina e motivação são fatores determinantes para conseguir ficar consciente nos sonhos.




Bruno ainda acrescenta: "Os experimentos continuam a ser realizados no HUOL em Natal, coordenados pelo Sérgio Rolim, assim como o levantamento do padrão dos sonhos na população através do questionário:
http://g1.globo.com/globo-reporter/noticia/2011/10/pesquisa-investiga-o-padrao-dos-sonhos-lucidos-participe.html ,  quem tiver o interesse em ajudar na pesquisa por favor responda o questionário e faço um convite aos sonhadores lúcidos para dormirem uma noite no laboratório aqui em Natal, obrigado. "

11 comentários :

  1. To de vooooorrttaaaaaaa. Eu sei q to fugindo um poco do assunto de SL, mas é sobre o cerebro entao decidi fala. Um documentário bem legal que vi esses dias é sobre os Anjos, ou terceiros-homens.
    Dizia que quando estamos em perigo, é como se o cerebro ficasse num modo Turbo (sou o Max Steel), e com isso uma parte do cérebro que cuida da sensação de estar sozinho é desativada ou ativada (faz tempo que vi, n lembro) e nos dá a sensação de presença. O cérebro também pensa melhor. e para se comunicar conosco, usa essa presença, é como se alguem a mais estivesse ali te falando a solução do problema.
    Achei isso interessante, o q vcs acham?
    E Márlon, eu perdi um poco do blog aki, mas n to conseguindo acha o metodo CALD q vc tinha dito a um tempo q isa posta, vc ja posto?

    Bons sonhos,
    Math Rous.

    ResponderExcluir
  2. Oi Márlon e pessoal do blog..Esta noite tive um sonho lucido.Fui dormir à meia noite e tive o sonho lá pelas 4 e pouco, o que não é comum pra mim. Na maioria das vezes eu tenho sonhos nao lucidos, acordo, depois vou dormir de novo e entao, uma vez ou outra tenho SL. Comecei a marcar os dias pra ver quantas vezes isso acontece no mes. Entao, no mes passado tive apenas um. Durante este mes já tive quatro sendo que dois em um dia. Só que muito curtos. e na maioria deles consigo controlar meu sonho. É uma pena que não consigo ficar pelo tempo que gostaria. Também notei que se escrevo em meu diário os meus sonhos (eu os gravo e depois passo para o diário) à noite, tenho mais chances de ter um SL. Enfim, estou sempre aqui no blog pra ver se tem alguma novidade.Esse assunto me fascina e espero poder ainda ter um longa metragem para postar aqui...rs...
    Obrigada

    Ana

    ResponderExcluir
  3. mto interessante a entrevista e eu já respondi o questionário no dia que passou a reportagem :D

    ResponderExcluir
  4. Oi Math,
    Vou trazer sim. Apenas vou precisar de mais tempo que o normal para fazer um trabalho bem feito de tradução. Aguarde ;)
    .
    .
    Oi Ana,
    Parabéns pelos teus avanços! Tais conseguindo fazer uma das coisas mais preciosas e determinantes para conseguir ter sonhos lúcidos com frequência e desenvolver a habilidade: boa recordação dos sonhos.
    Isso é vital. Siga firme nas tuas rotinas. Não deixe de anotar, fazer os reality checks(usando os questionamentos do Tholey) e compartilhar com a gente.
    Para controlar ou prolongar o sonho não esqueça que há técnicas para isso: rodopio, esfregar as mãos e portas ;)
    Eu uso muito as portas e recomendo!
    .
    No momento estou em baixa. A mudança do meu turno de trabalho foi como o efeito de uma bomba. Tenho que me acostumar a dormir mais cedo para levantar mais cedo. Tá dureza! Consegui foi é ganhar duas gripes num mês!
    Mas sei que logo logo vou até superar minha melhor forma. Já conheço o caminho das pedras rsrsrsrs
    .
    Abraço e bons sonhos menina!

    ResponderExcluir
  5. Ótima entrevista Marlon! Quer dizer que tem pesquisa pagando para que a gente tenha sonhos lúcidos?? Gostei disso!

    ResponderExcluir
  6. Muito legal! Gostei do post!

    Boa semana =)

    ResponderExcluir
  7. Especial essa entrevista. O que achei interessante que ele mencionou é que não usa um método em especial, alguém também notou isso?

    ResponderExcluir
  8. Márlon...

    29-11-11 | 08:00-09:00 | Estou caminhando voltando pra casa passando em ruas que eu conheço. Ao virar a primeira esquina as coisas escurecem um pouco e vejo cobras. Identifico que é um sonho pois sonho com cobras desde pequeno. Começa uma transição e sinto meu corpo rodar. Meu corpo roda muito, gira para todos os lados, para cima; como já me ocorreu no outro SL. Mas acordo; parecia que meu sono estava muito leve pra continuar.|

    Já me ocorrreu isso por vezes amigo, qual seria o problema.(isso tudo em cochilos após a 6ª hora de sono).

    ResponderExcluir
  9. Olá amigas e amigos-lhes onironautas!!
    Ivonte, tem sim! Conforme aquela pergunta que fiz pro Bruno, na alemanha tem laboratório de sono pagando cinquentinha(Euros) para os sonhadores lúcidos hehehehehe
    .
    Aninha,
    O Bruno indiretamente usa o Método de Tholey. Ele responde quando questiono sobre algum método que use:
    "Eu costumo fazer um diário dos sonhos, ter uma boa higiene do sono e principalmente volto a dormir por aproximadamente 1:30h depois de acordar espontaneamente de uma noite de sono reparadora, nesse período os sonhos lúcidos são mais frequentes. Quanto ao reality check, tento sempre lembrar como fui parar no local do sonho. ".
    .
    Ele dorme bem e depois dorme mais 1 hora e 30 min... é bem estilo MILD ou WBTB q usam essa técnica do LaBerge, pois as fases REM tardias são as melhores pra gente conseguir ficar consciente.
    .
    .
    Grande Gus,
    Como tu mesmo relatou, teu sono parecia leve, assim que tu ganhou a consciência tudo se desfez rápido...
    .
    É preciso DORMIR após a 6a hora. Cochilos ainda não são recomendáveis ou pelo menos não é o ideal, pois há uma período de 1h e 30min de sono pela frente. Tens que dormir pra valer. Deixe as sonecas para períodos da tarde, quando estiver com o sono atrasado.
    .
    Bons sonhos pra todos e pra mim tbém ;))

    ResponderExcluir
  10. Eu já tive alguns SE é é muito bom consigo manipular meus sonhos e as vezes quero sonhar com algo por ex..com um ator famoso eu sonho sei que é um sonho faço do jeito que quero é sem culpa Pq sei que é um sonho se acordar volto a dormir e retomo de onde parei já tive muitos se bons...mais tô triste oq não durmo direito mais e não consegui ter mais nenhum):

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...