ÚLTIMOS

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Sonhos Lúcidos auxiliam no estudo da Consciência

   Em recente pesquisa promovida pelo Instituto Max Planck (Alemanha), quatro experientes sonhadores lúcidos foram submetidos a novos exames em laboratórios de sono, de Ressonância Magnética Funcional (fMRI) e EEG - Eletroencefalograma. O objetivo foi investigar os padrões neurológicos dos sonhadores lúcidos que são ativados quando esses conseguem ficar conscientes nos sonhos(sonhos lúcidos).

Sonhador Lúcido entrando na máquina de Ressonância Magnética. Foto do Instituto Max Planck.  Foram 4 experientes sonhadores lúcidos que participaram da pesquisa.


   O que difere fundamentalmente o sonho comum do sonho lúcido é a consciência. No sonho lúcido somos capazes de manter a percepção de que tudo ali é meramente um sonho. Essa investigação promove um fascinante avanço, usando os sonhos lúcidos como poderosa ferramenta, na busca pelos fatores que determinam ou que possibilitam a presença da consciência.

   As áreas do cérebro identificadas estão normalmente desativadas durante os sonhos REM comuns. Porém, durante o sonho lúcido, mesmo com o padrão de ondas cerebrais registrados, típicos da fase REM do sono, foram determinadas regiões cerebrais fortemente ativas, se comparadas como os sonhos não-lúcidos da fase REM. Que foram: áreas específicas da rede cortical, incluindo o córtex prefrontal dorsolateral, as regiões frontopolares e o lóbulo quadrado (precuneus).

    O que há de comum entre o estado desperto e o sonho lúcido? Ora, quando estamos acordados, nossos cinco sentidos estão recebendo estímulos externos, nossos músculos funcionam, recebendo os comandos do cérebro e estamos conscientes de estar fora da cama, temos memória de quem somos, na realidade que vivemos, etc..

Cena do fime Inception - A Origem.


  Quando sonhamos(especificamente na fase REM do sono), ainda sem considerar o sonho lúcido ou consciente, os estímulos externos são quase totalmente bloqueados, nossos músculos param de receber comandos do cérebro e ficamos submetidos a rigidez do sono ou atonia muscular da fase REM. Nesses sonhos tão vívidos e emocionalmente intensos, participamos dos sonhos, porém sem estar conscientes de que tudo ali é meramente um sonho.

   No momento em que transformamos o sonho comum num sonho lúcido, conseguimos ativar nossa consciência. Sabemos que estamos presentes em meio a todo um universo próprio e exclusivamente mental. O grande êxito está em fazer brotar e manter essa consciência ativa, durante o estado mental dos sonhos.

   O estudo a que me refiro nesse post, caminha no sentido de explorar os mecanismos que passam a atuar, a partir do momento em que os sonhadores lúcidos, conseguem manifestar a consciência nos sonhos. Esse processo foi flagrado e não há dúvida que é um grande passo nas pesquisas sobre o cérebro, mente, sonhos e a consciência.


Fontes:


 Martin Dresler; Renate Wehrle; Victor I. Spoormaker ; Stefan P. Koch; Florian Holsboer; Axel Steiger; Hellmuth Obrig; Philipp G. Sämann; Michael Czisch. Neural Correlates of Dream Lucidity Obtained from Contrasting Lucid versus Non-Lucid REM Sleep: A Combined EEG/fMRI Case Study. Sleep, Vol. 35, nº 7 - 2012.

http://www.journalsleep.org/ViewAbstract.aspx?pid=28569

http://info.abril.com.br/noticias/ciencia/pesquisadores-desvendam-mecanismos-dos-sonhos-conscientes-01082012-18.shl

http://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=sonhos-lucidos-consciencia-humana&id=8013


48 comentários :

  1. blog nota 1000 ...eu ronaldo pereira , a anos treinava para ter SL ,desenvolvi minhas técnicas mas parei nem sei o porque , mais lendo esse blog maravilhoso me despertou o interesse de novo OBRIGADO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    2. Perfil errado rsrsrsrs brigadão e seja sempre bem-vindo companheiro!

      Excluir
  2. Boa a matéria, estava querendo saber sobre esse assunto, pois na noite passada sonhei com um professor de matemática, que costumava pegar no meu pé... o que me surpreendeu foi que com uma pergunta ao estimado professor, consegui solucionar muito facilmente uma equação que normalmente seria um custo pra mim resolver! será que alguma areá do cérebro resolveu funcionar durante o sonho!? srsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Kami, deixa eu ver se entendi. Você sonhou com o professor e ao questioná-lo no sonho, despertou e conseguiu resolver o problema?!

      Excluir
    2. Não, não solucionei o problema enquanto desperto. Mas sim durante o próprio sonho, no qual o professor estava junto comigo, então enquanto sonhava fui capaz de resolver um problema matemático que nunca fui muito familiarizado(no caso uma equação). Então só fui capaz de resolver no sonho, mas desperto não seria capaz desperto ainda não seria capaz de resolver!!!

      Excluir
  3. Marlon, muito bom seu trabalho aqui no blog, me despertou a curiosidade sobre o assunto, e por isso eu gostaria de saber: Qual a melhor tecnica pra um inicante? Estou tentando Wild mas nao consigo me concentrar... Outra coisa, para meditar no começo do metodo, eu posso ouvir uma musica no fone pra ajudar no relaxamento ou isso atrapalha? Me passa seu msn pois tenho muitas duvidas e nos poderiamos dividir nossas experiencias ;D o meu eh rock_sims_by@hotmail.com =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí Gabriel

      Recomendo o MILD ou WBTB. Tholey também é bom, mas pela simplicidade e grande eficiência dos dois primeiros, sempre recomendo eles.

      O meu é m_a_r_l_o_n@ig.com.br mas é raro eu entrar viu.

      Experimente de repente por email pra mim: marlonjatahy@sonhoslucidos.com No que eu puder ajudar, conte comigo ;D

      Excluir
    2. Vlw pela dica ;)
      Vou tentar e depois comento aqui no blog como foi minha experiencia :D Mas, estou com uma duvida: Exactamente, quanto tempo demora para se ter um sonho lucido realizando as tecnicas q eh o metodo e diario dos sonhos... Quanto tempo em media os Onironautas demoram para ter o primeiro sonho lucido? E como eu faço pra ser o mais rapido possivel?

      Excluir
    3. Oi Gabriel,

      Não há qualquer estatística ou estudo nesse sentido. O que é possível te garantir é que utilizando um "Diário de Sonhos", em pouco tempo(uma semana) tu vai conseguir amplificar tua capacidade de percepção da estrutura dos sonhos.

      Gradativamente, teu Diário de Sonhos sairá de fragmentos de sonhos, para formar pequenas narrativas até sonhos bem longos.

      Na medida q isso for acontecendo e tu for aplicando algum dos métodos mais conhecidos, seja o MILD, WBTB, Tholey, etc.. tuas chances de ficar consciente nos sonhos vão aumentando. E normalmente vai acontecer quando tu menos esperar.

      Para ser mais rápido possível, sugiro além, de se aplicar no teu Diário de Sonhos, seguir um método, fazer reality checks e planejar algum experimento em especial.

      Excluir
  4. Oi Márlon aqui é Ramon, Tem quase 1 mês que eu tive meu último sonho lúcido. Estou tentando fazer os exercícios mas não é tão fácil manter a rotina. Sempre esqueço ou dar preguiça de fazer mas tento fazer dia sim dia não. Meus sonhos de uns tempos pra cá estão ficando mais intensos e sempre acordo me lembrando deles. As vezes na integra e a na maioria das vezes fragmentados. Mas nada de sonho lúcido ainda. Vou dormir pensando em sonhar lúcido mas só tenho sonhos comuns. Já estou ficando preocupado. Kkkk

    Será que existe um método que seja mais eficaz do que o WILD e o Tholey? Ou que pelo menos dê resultados positivos mais rápidos? Ou será que eu devo continuar insistindo nesses?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ramon

      Experimente o MILD ou WBTB. Apesar da despertada ali pela 6a hora de sono(ou um pouco antes ou depois), a eficiência deles é brutal. Estava relendo esses dias o livro do LaBerge e é impressionante o que ele relata sobre a eficiência do MILD no livro.
      Abração!

      Excluir
    2. Olá Márlon valeu pela dica, achei bem interessante os dois métodos. Posso começar pelo WBTB e 6:00 h depois quando o despertador me acordar eu aplico o MILD e depois volto pra cama e tento dormir de novo. É assim que você faz ou é o contrário ou não importa a ordem desde que seja aplicado os dois todos os dias?

      Também tenho outra dúvida. Se por acaso eu acordar de um sonho na hora do despertador chamar. Posso escrever deitado na cama sobre o que sonhei ou ler um capítulo ou dois de um livro se não lembrar do sonho ou tenho que levantar da cama por 20 min de qualquer jeito antes de voltar pra cama de novo?

      Excluir
    3. Oi Ramon

      Eu tenho aplicado o MILD e um pouco do Tholey, mais reality check das mãos. Mas o MILD é de fato mto bom mesmo. O WBTB é mto parecido então não vejo grandes diferenças, vai de ir experimentando mesmo.,,

      De repente tente aplicar com rigor apenas o MILD. Pra fazer o mais bem feito possível. Eu mesmo, a partir de hoje vou me dedicar mais ao MILD também. A incidência de sonhos lúcidos relatada pelo Laberge é MTO alta rsrsrs
      Acho q vale a pena a gente concentrar os esforços num método q tem tanta tradição d eficiência.

      Apenas o WBTB exige q de fato saia da cama. Pelo menos na última vez q li o texto original do MILD, no livro do LaBerge não mencionava taxativamente a saida da cama. Agora o WBTB exige sim.

      Excluir
    4. Oi Márlon aqui é Ramon, vou tentar o MILD com o Tholey já que são métodos mais distintos e um complementa o outro. Talvez essa combinação dê resultados positivos mais rápido.

      Na noite passada eu tive um pequeno lampejo de sonho lúcido mas não durou um segundo, acordei logo. Voltei a dormi mas o sonho não se repetiu e eu não fiquei lúcido de novo no outro sonho. O detalhe é que dormi sem fazer nenhum exercício pois dormi no meio de um filme e a TV ficou ligada falando sozinha. Talvez só o fato de ter lido aqui no site um pouco mais sobre como sonhar lúcido e os métodos que você me passou já deu bom resultado para eu ter tido uma pequeno lampejo de lucidez no sonho.

      Vou seguir sua dica e pegar firme no MILD até fixa bem na mente e depois ir combinando com o Tholey e outro métodos. Até encontrar a combinação perfeita pra mim já que as combinações de métodos podem variar de uma pra outra pessoa.

      Valeu pela dica.
      Abração!

      Excluir
    5. Também estou voltando minhas atenções pro MILD. Revisando meticulosamente, pois o grau de eficiência q comenta o LaBerge é mto bom mesmo.

      Vamos ver como nos saimos ;)

      ps: é uma boa relatar no forum também. Em detalhes pra trocar experiencias com outros sonhadores lúcidos.

      Excluir
    6. Pronto Márlon, está combinado! rsrsrs. Vou continuar seguindo seu site e praticando e combinando os métodos e qualquer sinal positivo eu venho aqui relatar como foi e como eu fiz.

      Ontem baixei o livro em pdf de Stephen LaBerge “Sonhos Lúcidos” e comecei a ler ele no meu smartphone. Muito interessante e esclarecedor já nos primeiros capítulos. Estou devorando o livro aos poucos. Depois desse livro já tem outro que baixei e já está na minha mira “Sonho Lúcido em 30 Dias”. rsrsrs... Será que é bom também?

      Excluir
    7. O Sonho Lúcido do LaBerge é bem superior. ;))

      Excluir
    8. Márlon, estou lendo esse e estou adorando. Mas, me diga uma coisa, o livro "Interpretação de Sonhos" de Sigmund Freud e os estudos sobre "Análise de sonhos" de Carl G. Jung. Será que fala sobre sonho lúcido? Você já leu?

      Excluir
    9. Olá

      Eles não chegaram a tratar sobre sonhos lúcidos. Freud quis muito ter acesso ao livro de 1867 do Marques de Saint Dennys
      http://www.sonhoslucidos.com/2011/05/o-marques-dos-sonhos-leon-dhervey-de.html

      Mesmo que Carl G. Jung não tenha tratado do tema também, atualmente estou lendo dois fascinantes textos sobre psicologia dos sonhos. Coincidência heim!
      Abs e bons sonhos!

      Excluir
    10. Oi Márlon,

      Acredito que Freud nunca tentou experimentar sonhar lúcido ou na pior das hipóteses não foi capaz por falta de fé no fenômeno. É por isso que ele tratou do tema tão superficialmente. Já Carl G. Jung provavelmente deve ter tido sonhos lúcidos e acreditava, pois ele se aprofundou mais no tema. Estou terminando de ler o excelente livro de LaBerge e já estou de olho na “Psicologia dos Sonhos” de Jung. Deve ser muito interessante também.

      E por falar nisso. De 8 dias pra cá, já tive mais dois lampejos de lucidez no sonho em duas noites seguidas. Acho que é o livro de LaBerge fazendo efeito. Isso que é coincidência! rsrsrs

      Abs e bons sonhos!

      Excluir
    11. Olá

      (...)O marquês também tinha uma rotina de trabalho(apesar do título), sendo professor de língua e literatura chinesa. Durante a noite é que se voltava para suas experimentações. Seus registros começaram aos 13 anos de idade e suas pesquisas chegaram ao nível de ser levado ao reconhecimento de Freud que fez a seguinte afirmação sobre o mesmo: "o oponente mais enérgico de quem pro­cura depreciar o funcionamento psíquico nos sonhos".

      Interessante heim!

      Excluir
    12. Olá Márlon,

      Freud tinha consciência da existência do fenômeno e via no marquês um admirável desbravador dos estudos dos sonhos lúcidos. Mas que caminhava na direção do desconhecido. É por isso que Freud preferiu manter os sonhos lúcidos na categoria das curiosidades e não como um estudo científico sério em suas obras sobre os sonhos. Foi uma pena. :(

      Mesmo assim depois de Jung, vou ler a "Interpretação de Sonhos" de Freud. Pode não falar de sonhos lúcidos mas fala dos sonhos no geral. E no mínimo é interessante ver a visão que Freud tinha sobre os sonhos.

      Excluir
    13. Nossa o Freud experimentando ficar consciente nos sonhos teria sido monumental! rsrs
      Nem consigo imaginar as hipóteses e teorias sobre a consciência que ele iria formular.

      Mas naquela época não existiam as técnicas de indução que temos hj. O marquês levou muuito tempo até conseguir o primeiro sonho lúcido... se não me engano cerca de um ano até.

      Não que os reality checks sejam de grande influência, pelo contrário. Mas métodos como o MILD, Tholey e outros são de fato indutores poderosos.

      ;)

      Excluir
    14. Olá Márlon, desculpa a demora. Estava viajando a trabalho e cheguei hoje em casa.

      Eu venho experimentando essas duas técnicas a uma semana e meia mais ou menos. E essa madrugada eu acordei, fui beber água. Daí voltei pra cama, liguei a TV e fiquei vendo jornal por uns 20 minutos. Então fui ficando com sono de novo. Voltei a dormir pensando em ficar lúcido. E tive outro lampejo de lucidez num sonho. Fiz pela primeira vez no sonho o reality check de puxar, esticar e dar um nó no braço de uma pessoa do sonho. Como se o braço dela fosse de elástico. E era mesmo! Acordei logo em seguida bastante impressionado com a experiência. Foi engraçado. rsrsrs... Rapaz, em quase 15 dias, já tive 3 lampejos de lucidez desses no sonho praticando somente o MILD e o Tholey. E já adotei essas duas técnicas como as melhores para ficar lúcido nos sonhos.

      Os reality checks são importantes e já estão no meu piloto automático quando fico lúcido nos sonhos. É a primeira coisa que faço quando fico lúcido no sonho. Pois, os sonhos são muito realísticos mesmo as vezes eu estando bem lúcido. Acabo acreditando que aquela é a vida real e fico confuso. Então, Os reality checks me dá uma espécie de ancora pra eu não sair viajando na maionese. rsrsrs... Mas as vezes fico meio perdidão depois de fazer o reality check. Tenho que me programar pra alguma atividade depois do teste para prolongar o sonho lúcido.

      E você, o que você costuma fazer depois dos reality checks pra não deixar o sonho lúcido acabar rápido?



      Excluir
    15. Desculpa o erro de digitação, viu. Eu quis dizer que os reality checks me servem de "âncora" e não de "ancora". rsrsrs

      Mas diga lá, o que você costuma fazer depois dos reality checks pra não deixar o sonho lúcido acabar rápido?

      Excluir
    16. Ah! Eu costumo aplicar minha Técnica das Portas. Elas são muito presentes nos meus sonhos por causa da presença de casas. Assim nem preciso me esforçar muito pra encontrar uma.

      Com elas, sou capaz de prolongar meus sonhos, encontrar o que desejo e quem eu quero :D Fiz alguns textos sobre o tema. ;D

      Excluir
    17. Olá Márlon,

      É engraçado! Eu nunca tentei abrir uma porta lúcido no sonho. Vou tentar me lembrar disso.

      Mas será que as portas não podem se tornar previsíveis? Quero dizer, Você está sonhando que está em casa e abre a porta do quarto esperando ver alguma coisa surpreendente e de repente ver apenas o quarto como veria normalmente na realidade. Como se a mente estivesse apenas reproduzindo o que você já sabia que iria acontecer. Isso pode ser um tipo de armadilha para nos confundir. Concorda? É o que acontece comigo, as vezes depois de flutuar no ar 20, 30 metros do chão, fico com medo de cair. Ou então, depois de atravessar por dentro de uma parede fico me batendo para abrir uma porta trancada em seguida. Ou saber que estou sonhando mas ficar paralisado vendo tudo em 3º pessoa. Eu sempre caio nessas armadilhas.

      Como você faz para os reality checks não se tornarem uma armadilha?

      Abraço, e bom final de semana.

      Excluir
    18. Olá onironauta

      Talvez funcione tão bem pra mim porque eu realmente desejo intensamente as coisas nos sonhos. Quando vou abrir uma porta desejando algo em especial eu assumo a certeza de que vou encontrar isso do outro lado.

      Agora, de fato reality checks podem mesmo falhar. Na esmagadora maioria das vezes os interruptores falham pra mim.

      Já as mãos podem estar certinhas.... mesmo assim com elas ok eu tenho a certeza que estou sonhando...!
      Nunca aconteceu de eu olhar pra mão e ficar em dúvida. Sempre estive bem tranquilo quanto a certeza de estar no sonho.

      Tem acontecido algo no momento em que vou fazer o reality check. Quando lembro de fazer, é quase simultânea a certeza de estar sonhando rsrsrs por vezes mal chego a olhar pra mão.

      É como se a estrutura do sonhos estivesse cada vez mais fácil de ser reconhecida. Isso tem a ver com nossa insistência e disciplina de anotação dos sonhos. Quanto mais frequente melhor. Nem precisa querer anotar de tudo. Um sonho por dia já está mto bom. :D

      Excluir
  5. Ola marlon,
    Meu nome é leticia e minha melhor amiga , marina araujo (que já falou om vc inclusive) me recomendou esse site. Nos somos bastante próximas e nos conectamos de uma forma que não parece normal nem mesmo para duas amigas , ou duas pessoas quaisquer. E não falo só de ter os mesmo conceitos. Eu já tive alguns sonhos lúcidos sem mesmo saber do que se tratava e ontem , vendo realmente pela primeira vez sobre o assunto , na hora de dormir meio que foquei nele e fiquei pensando como seria bom que eu e a minha amiga tivéssemos sonhos lúcidos (sei que ela os adora). Eu consegui ter um sonho que reconheço como sendo meio lucido. Não sabia realmente que estava sonhando mas ainda assim consegui me controlar no sonho , levando em conta que eu mesma estava em terceira pessoa . De acordo com minha amiga, eu consegui induzir meu sonho ao querer tanto ele , e pra mim faz sentido já que consigo controlar a hora que acordo com base na minha “”força de vontade”” antes de dormir. Ela tbm teve um sonho lucido , sendo que ela disse que vem se esforçando mas que não é sempre. O que pode ter acontecido? Não cheguei a usar nenhum dos métodos para obter o sonho. E como ela pode ter tido também? Não tem necessariamente ter haver comigo , ja que ela vem se esforçando certo?
    Letícia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leticia, seja bem-vinda onironauta!

      O Stephen LaBerge que é um dos maiores pesquisadores e também sonhador lúcido, aponta no livro dele a importância dessa vontade ou interesse. O método MILD(criado por LaBerge) tão bem difundido e consagrado entre os sonhadores lúcidos, nada mais é que uma otimização de características como essas.

      Sobre a coincidência, parece-me natural afinal as duas havia já conversado sobre o tema. O fato de ter conseguido ficar consciente num sonho sem uso de algum método ou técnica é um bom sinal da tua facilidade. Mas te garanto que usando métodos como o MILD, WBTB, Tholey, VILD... e anotando teus sonhos, mais os reality checks, tu vai ficar impressionada com o aumento da frequencia ;D

      Abs e bons sonhos pro ceis!

      Excluir
  6. Olá!Melhor blog sobre o assunto, estava procurando sobre meditação que acabei chegando a isso.Duas vezes acho que consegui ter a paralisia do sono, Tive um formigamento por todo o corpo como descreve alguns sites, e uma claridade, estava acordada mas com estas sensações só que fiquei com medo pois nada acontecia e acabei acordando.O que acontece depois disso?Quando eu consigo ter sonhos?Porque essa claridade foi apenas como se estivesse lembrando de algo que aconteceu, gostaria de saber se há alguma sensação na passagem para esse ''mundo''.
    Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Talvez tenham sido alucinações hipnagógicas ou a paralisia, sem stress. Caso queira insistir em tentar adentrar nos sonhos consciente, sugiro a leitura do método WILD.

      Caso queira experimentar outros métodos, recomendo o MILD, wBTB, Tholey, entre outros. Vale a penas dar uma lida no que mais te apetece ;D

      Seja bem-vinda e bons sonhos!

      Excluir
  7. esqueci de dizer que na segunda vez estava acordada apenas com o mesmo formigamento e meus olhos ficavam meio que se mexendo não sei se tem haver com REM.

    ResponderExcluir
  8. Ai Marlon! Aqui é o Gabriel. Já viu aquele filme Os Agentes do Destino? Ele não trata sobre sonhos lúcidos mais é muito Show e o legal é que eles fazem igual aquela sua tecnica da porta tá ligado, aquela de entrar por uma porta e aparecer em outro lado do Mundo!!!

    Fica a Dica do Filme! Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahá! Mto bem lembrando Gabriel. É um filmaço mesmo. Eu vi esse filme 2x. A primeira no cinema e fiquei na mesma associação que tu fez com a técnica das portas rsrsrs bem inspirador não?!

      Abs e bons sonhos para todos nós!

      Excluir
  9. Marlon, ha algum possibilidade de ficar preso num sonho como no filme A Origem ? Tipo como se fosse um limbo ou no sonho msm, ha alguma chance disso acontecer? Pq se existir, ai eh q eu vou tentar mais rapido ainda xD mas eh serio a pergunta...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriel

      O mais próximo da experiência do "limbo" no filme A Origem é quando acontece uma frenética sucessão de falsos despertar. Nesse caso pode também haver uma falsa percepção de estar sonhando em camadas(isso não existe).

      Cheguei a fazer um post sobre uma experiência que tive assim:
      http://www.sonhoslucidos.com/search/label/Limbo

      Excluir
  10. Olá Marlon. Há vários dias, venho acompanhando seu blog, e estive fascinado e delirante com a ideia. Mas ainda nao tentei nada, e vou te contar o que aconteceu enquanto dormi esta noite.
    Fui dormir por volta de 1:30 da manhã, e não demorei muito, pq estava com bastante sono. Tive uma experiência empolgante, e que me deu motivos para começar a descobrir logo o mundo dos sonhoa lúcidos. Logo quando acordei, procurei um caderno onde pudesse anotar meu sonho, então vou transcrever o que tem nele:

    "Esta noite tive uma boa experiência para ser minha base. Tive um sonho normal durante o começo do sono (mas incrível como sempre, envolvia cadeiras flutuantes e pessoas que eu conheço. Em certo momento, meu sonho mudou, e me vi em um restaurante onde eu queria comer, mas a comida era muito cara (olhri uma comanda na mesa de um cliente, e lá constava 80 reais por um almoço . Este logo mudou de novo, e me vi em uma espécie de enorme banheiro público, lotado. Nele, eu começava a brigar com um cara, e estava perdendo. Fui pra um canto mais reservado, e pensei que talvez estivesse sonhando. Me lembrei do gatilho a ser disparado para acordar mostrado em Inception. Não tinha como ter um gatilho, e lembrei que se vc morresse no sonho, acordaria. Decidi bater a cabeça na parede com muita força, mas nao adiantou, e isto serviu como um reality check, pois não senti dor. Pensei 'estou em um SL!', mas tive minha primeira decepção, ao fechar os olhos e tentar transformar meu braço direito em um braço de pedra. Tentei por 2x e não consegui, entao saí pra terminar a briga, dessa vez com golpes de cinema, pois eu achava estar em um SL. O cara que eu brigava nao perdia nem caía, o que me causou algum espanto, pois eu pensava estar controlando o sonho. Em certo momento, este cara me disse que tambem estava em um SL, e que me manteria ali pra sempre, sem me deixar acordar. Me perguntei se seria possível, e então acordei. No meu quarto, tudo escuro. Pensei ser madrugada, mas olhei as horas e eram 18 e pouco. Pensei 'dormi a noite e ainda a tarde toda!' Olhei no celular, e realmente ele marcava domingo, e eu me deitara no sábado. Quando fui olhar a agenda do meu celular para ter certeza, acordei de novo. Desta vez de verdade. Olhei para o celular, domingo, 10 e pouco da manhã. Mas tive uma sensação de mistura entre sonho e realidade. Fiz um reality check nas mãos, estava msm acordado. Senti uma coisa empolgante, pois tive uma boa experiência para quem ainda não tinha tentado. Foi espontâneo, natural, sem eu ter programado nada. "

    Bom Marlon, é isto, fica claro que não tive um SL. Pensei ser pelo fato de estar em um sonho dentro de um sonho, mas li seu comentário acima dizendo que isto não é possível. Mas teve um momento que tive consciência, mas não consegui controlar, e parece ter sido muito rápido este momento. Também dá pra perceber que em alguns momentos eu misturei o filme com os métodos reais de ter um SL. Mas como eu disse, é maravilhoso começar assim, sendo que eu nem tinha preparado nada, foi natural.
    Um abraco, Kristian Pacheco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kristian

      Bem contagiante o teu relato. Parece claro pra mim que na medida que tu começar a dar alguma atenção para algum método, e diário de sonho, logo logo tu vai ter um belo de um sonho lúcido ;)

      Excluir
  11. Que sorte Kristian *o*
    Eu to tentando, mas ate agora so tive um, e fiquei tao feliz q acordei :/
    Vlw Marlon pelo grandioso blog, Parabens pelo seu trabalho ;D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço as visitas, os comentários e principalmente, essa nossa troca de experiências!...

      Não deixem de dar uma conferida no Fórum. Já somos 180 onironautas por lá ;D

      Excluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Ei, Márlon, só faltou especificar quais as funções das áreas cerebrais que ficam ativas durante o sl e ñ ativas no sonho comum...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí Izaque, bom te ver na área onironauta.

      Essas áreas citadas não ficam ativas nos sonhos comuns, mas ficaram durante os sonhos lúcidos.

      Excluir
  14. Marlon tem algum estudo que saiba se o tempo do sonho é mais devagar perante a realidade?, pois tive um sonho que lembro que foi curto e acordei e era 3hrs da tarde e voltei a durmir e quando realmente acordei pra vida (kkk) era 6hrs da noite, ai fica minha duvida se um sonho lucido ou quase isso, tem a percepicao do tempo real diminida. vlw otimo blog

    ResponderExcluir
  15. Caro Marlon, sou psicóloga Junguiana e vejo os sonhos lúcidos como algo perigoso, pois o sonho foi feito para ser inconscientes sem a intervenção do racional, que tem como função trazer para consciência conteúdos do inconsciente fazendo assim que a pessoa comece a lidar melhor com seus problemas ou compensar algo que está acontecendo em sua vida. Já nos sonhos lúcidos vejo que o inconsciente é remexido pela razão. Prefiro o sonho normal pois esse tem a liberdade dos conteúdos inconscientes surgirem. Com o ego onírico sendo racional não vejo como algo bom. É importante no ponto de vista neurofisiologico pois este só vê como é pq surgem os sonhos e não como ser analisado seu conteúdo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mary,

      A presença da consciência não significa que o inconsciente perdeu força tão considerável assim. Prova disso é o esforço ingênuo de alguns sonhadores lúcidos para "forçar" a narrativa ou realizar desejos indiscriminadamente.

      O ideal sempre é explorar com sutileza a estrutura do sonho e aproveitar ao máximo as surpresas que nosso inconsciente tem a oferecer. Particularmente já fiz diversos experimentos em que obtive resultados bem interessantes para análise. Que maneira melhor de explorar de perto esse nosso eu interior do que estar lúcido e imerso nele?!

      Vale lembrar que a oportunidade de investigar nossa consciência, num estado mental como esse não deveria ser menosprezada. Há implicações filosóficas para filosofia da mente, na psicologia, certamente na neurofisiologia, psiquiatria...

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...