ÚLTIMOS

sábado, 8 de junho de 2013

Comprovação da eficiência do Método de Tholey

 Numa fascinante pesquisa conduzida por Erlarcher, Schredl, Stumbrys e Schadlich, buscando mensurar a eficiência de diversas técnicas de indução de sonhos lúcidos, foi identificado o aumento de ocorrências de sonhos conscientes, com a aplicação do Método de Tholey.

O Método de Tholey reúne passos que podem ser determinantes na infução de sonhos lúcidos.
Na imagem, cena do ótimo filme Imensidão Azul.

    Sonhadores lúcidos experientes obtiveram aumento de frequência de lucidez nos sonhos, enquanto pessoas que ainda não haviam experimentado a consciência nos sonhos, também registraram seus primeiros sonhos lúcidos. Essa eficiência se manifestou quando esse grupo foi exposto ao Método de Tholey e obteve suas primeiras experiências, diferente do "grupo de controle" que não foi apresentado a técnica e não teve resultados.

    Esse método, apontado pelos cientistas(e amplamente divulgado aqui no blog), envolve ferramentas como reflexão, intenção e autossugestão.

    Requer o desenvolvimento de uma estrutura mental(reflexão). Imaginar-se no sonho e reconhecer que está sonhando(intenção/propósito/idéia), assim como se tornar consciente quando perceber que está sonhando(autossugestão).

Reflexão, intenção e autossugestão são elementos que formam a base do Método de Tholey. Na imagem cena do excelente filme do Jornada nas Estrela - Star Trek: Além da Escuridão que estréia agora dia 14/06/2013. Vi a pré-estréia e o filme é apaixonante ;D



    A pesquisa atingiu score equivalente a eficiência de 15 pontos/requisitos, classificando-a como de eficiência "moderada", sendo que essa pontuação, reunia uma série de 27 pontos/requisitos. Métodos como MILD, WBTB e Reality Checks variaram entre 5 e 8 pontos apenas e foram considerados de baixa eficiência.

    Pessoalmente, desde meu primeiro contato com esse método, através do livro All About Dreams(O Livro de Ouro dos Sonhos), da psicóloga Gayle Delaney, em que ela faz um comparativo entre Tholey X MILD, comecei a direcionar bem mais minha atenção ao Tholey. De fato, pela vasta experiência do psicoterapeuta, no tratamento direto com pacientes, sua técnica se revelou bem mais apurada que a de LaBerge(MILD). No entanto, sempre que possível, aplico certos passos do MILD, como por exemplo aquela despertada pela 6a hora de sono, para continuidade do sono em seguida.

Fonte:

STUMBRYS, Tadas e outros. Induction of lucid dreams: A systematic review of evidence. 2012. Conciouness and Cognition 21.

Agradecimento especial ao Zé Felipe de Sá pelo fornecimento da pesquisa. Ele é formado em psicologia(Universidade Salvador) e tem pós-graduação pelo Instituto Junguiano da Bahia.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...